Artigo:
 
A R T I G O    I I    –    B E N E D I T A    P I M E N T E L
 
 

A mensagem cristã caracterizou-se pela simplicidade; em verdade Jesus falou a "língua do povo".

Dono de uma intelectualidade indescritível, não se serviu de um palavreado rebuscado, preferiu a linguagem do amor a fim de que pudesse tocar os corações...

Rei, com plenos poderes preferiu ser servo, substituindo a coroa de ouro pela de espinhos...

Governador legítimo do orbe desejou esconder-se na simplicidade de um filho de carpinteiro...

Merecedor incontestável de reverência dispensou as homenagens hipócritas para estar entre os famintos de pão e de amor...

Da sua boca saiam luzes em forma de palavras, ainda assim, em muitas circunstâncias optou pelo silêncio...

Tinha a sua disposição, caso desejasse, um exército de anjos, porém optou por ter mais perto de si doze homens simples, desprovidos de asas e de auréolas...

 

Possuía um poder tão grande, que até a tempestade acalmou-se diante de sua autoridade, não obstante, não reagiu no momento crucial, deixando-se crucificar a semelhança do cordeiro resignado diante de sua sina...

Espírito de luz possuía uma alegria natural, porém chorou de compaixão pela multidão...

Amou muito a todos, mas poucos o amaram muito...

Caso Jesus estivesse, uma vez mais encarnado entre nós, diante de tanta maldade, tanto desamor e tanta desunião, por certo repetiria o pedido de Deus: "Pai perdoa, eles não sabem o que fazem..."

Ainda passarão muitos séculos, até que o homem compreenda e siga, aqueles que foi e é sempre será, o CAMINHO E A VIDA PARA TODOS NÓS.

 
      Benedita Pimentel  
  ______________________

Mensagem psicografada pelo médium Agnaldo Paviani, fevereiro/2008.